segunda-feira, 8 de março de 2010

Morro a cada dia...


Morro a cada sentimento sem vida,
mas revivo em cada alegria escondida.
.
Junto ao meu peito que tanto chora...
Revivo no mundo onde,
quanto mais se tem medo,
mas a dor demora!
.
Realidade infinita
em olhos vazios de esperança,
Esperança pouco vista
nos olhos de uma simples criança.
.
Morro a cada tremor de terra,
a cada forte tempestade...
A cada triste fim de tarde,
a cada inicio de uma guerra.
.
Morro onde a morte se encontrar,
onde nada mais tem graça...
Morro aqui,
onde meu pensamento demonstra
um mundo rico de desgraça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário