sábado, 2 de janeiro de 2010

Esquecimento

Se eu sorrir e ninguém acreditar,
continuarei sorrindo!
Falsamente, fingindo uma alegria
dentro de mim que realmente
não sinto.
.
Meus olhos, abertos ficaram
na luz do dia mais claro.
Quase cego pelas lágrimas
frias de um ser humano
de coração fraco.
.
Não gritarei!
Pois sei que ninguém
ouvira o meu grito.
No silencio eterno,
perdido no pensamento profundo,
onde nem mesmo sei se existo.
.
Esquecerei meus sonhos...
Sonhos que tive
nas noites mais escuras.
Sonhando em sempre entender
o motivo de tantas loucuras.

2 comentários:

  1. Cara, eu não conheço voçê, não sei quem vc é, mas vc escreve uns poemas maravilhosos. Encontrei seu blog por acaso, agora tou viciada nele, eu me identifico com seus poemas...
    Parabéns, muito sucesso pra vc !!

    Bjs

    ResponderExcluir