quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

...

Faz-me da tua tristeza minha alegria,
da tua dor o meu amparo.
Traga-me teu medo que tanto merecia...
Deixe-me sentir teu desamparo.

Entrega-me tuas lágrimas, que eu ás beberei,
tornarei-as parte do meu ser!
Deixe-me teu sangue me envolver,
que também sangrarei...
Entrega-me teu choro que tanto tenho há merecer.

Faça tua voz entrarem meu pensamento,
deixarei que teu silencio me envolva por inteiro.
Embora vivamos, cada vão momento,
farei dos teus os meus delírios.

Se tu nada sentir, também não sentirei.
Teu sorriso e disfarce entre o seu rosto!
Farei do teu alivio o meu sufoco...
Se tu nada tiver, tudo eu te darei!

2 comentários:

  1. an se se encomoda de eu por esse poema no meu perfil do orkut???

    ResponderExcluir
  2. nao. me encomodo nao. mais se puder colocar que e autoria minha, ficaria muito grato!

    ResponderExcluir